sexta-feira, 16 de abril de 2010

amor platônico


Tolo, mas um tolo que sabe que o único amor sincero, desmedido, exagerado e insensato é, curiosamente, aquele mais comum: o platônico. Mas esse mesmo amor não é dotado da capacidade de mover montanhas. A amizade sim, o amor de mãe, mais ainda. Mas o platônico não move um grão de areia. Ele termina no mesmo ponto em que começou, no quarto, no computador, na espera sem motivo e na nuvem de angústia que jamais precipita sobre a sua cabeça. O amor platônico inspira os poetas, motiva os cantores, dá rumo aos que estão perdidos, ao mesmo tempo em que os adoece, os mata, lhes borra o sentido da existência.(beeshop)

5 comentários:

Menina disse...

Seu blog é tão bacana, tão lindo, tão feminino que é impossível não seguir!!

Beijitos!

Patrícia disse...

Lindo texto, lindo seu blog!

Tereza D. disse...

pergunta: aonde vc achou as imagens do banner?
são mto lindasss *---*

Tereza D. disse...

tive e tenho...
mto lindo seu blog viu já to seguindo ;*

Jullie disse...

As imagens eu encontrei no weheartit :)

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.