terça-feira, 27 de julho de 2010

Pensamentos

Madrugada fria. O sono teima em fugir de mim e os meus pensamentos me impedem de fechar os olhos, me torturam. Eu só queria desligá-los por um instante, se é que isso seja possível. Pensamentos não são incuráveis, pelo menos é o que eu espero. Fez tanto silêncio que me veio à mente os ecos das tuas palavras e cada vez que eu as ouço sinto como se fosse a primeira vez. Eu teria te dito se houvesse chance, mas sei que quando olha em meus olhos pode enxergar tudo o que sinto. Eu sempre confiei mais em meus olhos do que em minhas palavras. Eu fico aqui perdida neste emaranhado de idéias que você deixou. Se fosse só pra dizer verdades eu poderia ter dito o quanto eu odeio a forma como você me conhece tão profundamente que eu não poderia dar um passo sequer sem que você soubesse disto. Mas a verdade é que pessoas que se vão nunca voltam iguais. Eu nunca disse que seria fácil, mas eu estaria lá quando você precisasse e entraria no teu pensamento pra nunca mais sair, se você permitisse. Corações sempre guardam grandes histórias, mas não precisam ser histórias tristes, afinal. 

3 comentários:

Andre Mansim disse...

Jullie, vc é mestre em testos curtos e impactantes, parabens !
Seu blog sempre é bom de ler !


Atualizei o meu .

Julia Melo disse...

divino .

Carolda disse...

Me identifiquei com seu texto.
Pessoas que se vão realmente não voltam iguais... mas podem voltar ainda melhores.
Um beijo

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.