segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Sobre amores e estrelas

Brilhava. De longe eu podia ver e sentir a tua intensidade. Era a coisa mais bela e perfeita existente, a nossa estrela. Costumava brilhar mais intensa quando estávamos felizes, perfeita. Se apagava quando estáva-mos tristes. Pra onde foi toda a beleza que ela transmitia? Como pudemos deixá-la se apagar? As vezes eu olho pra cima na esperança de vê-la brilhar novamente. Confundo-a com outras, não tão brilhantes, mas que também conseguiam iluminar o céu. Percebo que não é a mesma coisa. A gente nunca espera que as coisas aconteçam, até que chega o dia em que elas realmente acontecem, e tudo muda. Se apagou.

3 comentários:

@ariadnetrindade disse...

se ofuscou, apagou , acabou !

Cari_na disse...

É, a gnt nunca espera =/

Adorei aqui

=*

ótima semana.

adriely santana disse...

isso acontece comigo, a estrela apagou ... :/

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.