sábado, 4 de setembro de 2010

A queda

Quando nossos olhos se enchem de lágrimas temos a esperança que um dia o tempo possa secá-las. Lágrimas sempre percorrem o mesmo trajeto, enfim. Quando olhamos nos olhos de alguém procuramos não por lágrimas, mas por um brilho diferente. O fato é que este mesmo brilho pode um dia nos cegar. Quando entregamos nosso coração a alguém é o mesmo que dizer "Pegue-o, faça o que quiser com ele, ele é teu." Jamais esperamos que esta pessoa o esmigalhe em mil pedaços. Seria mais sensato entregar-mos pouco a pouco nosso coração, em pequenas partes, como se fosse um pequeno quebra cabeça. Se restarem algumas lacunas isto não significa que a pessoa te ame menos, mas sim que existem partes que não foram encaixadas corretamente e falhas que podem ser reparadas. Tentamos abraçar, muitas vezes, algo que não existe, algo que somente nós enxergamos. É como se estivéssemos abraçando o ar, então perdemos o equilíbrio e caimos, com o coração nas mãos. Quantas vezes você já caiu e esperou que alguém te segurasse antes de tocar o chão?

4 comentários:

Fernanda Zanol. disse...

Já aconteceu comigo. Na verdade, acho que a gente espera demais das pessoas, se importa demais e muitas vezes isso não é recíproco e aí quem se ferra somos nós mesmos.
Mas é a vida né...

beeeijo!

Kauana da Costa Rosa disse...

Tem selinho pra você lá no blog =)
Dá uma passadinha lá
Beijos

Naia Mello disse...

Esperar por algo. Que pode não vir nunca. Só depende de você.

Jaci M. - Tay R. disse...

Esse é um dos seus melhores textos, não me canso de ler *-* bjus ;*

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.