quarta-feira, 10 de novembro de 2010

O tempo

O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo inconstante, com guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa. Até para mim.
(Do livro: Lua Nova) 

6 comentários:

Jaci M. - Tay R. disse...

Concordo com o texto, pode demorar e doer , mas o tempo passa. Amei o filme Lua Nova *-*
bjs;

Naia Mello disse...

Tudo passa.

Elania disse...

Eu amo essa passagem do livro, a frase , é tão, profunda. (: Mas não é meu livro favorito G.G .
bjs Ju :*

Carolda disse...

Pois é, nosso velho amigo, o tempo... tão maroto. Pura questão de ponto de vista.
Um beijo

Déborah Delancy disse...

eu amo o jeito que a stephani coisa escreve {nao sei escrever o nome dela. OHRAHOR}

Fabricio disse...

O Tempo eh incrivel.
As vezes achamos que a dor eh tao intensa que durará pra sempre, que um amor eh tao forte que jamais podera ser superado. Mas um belo dia a gente acorda e percebe que sim, o tempo passa, e temos que apelar mais uma vez pro velho clichê de que o tempo cura tudo.

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.