domingo, 7 de novembro de 2010

Sobre histórias que se repetem

Você deve ter percebido a forma como tudo aconteceu, tão estranho. E mais estranho ainda é ter que passar por você, olhar em seus olhos e fingir que te esqueci. Estou tentando, do meu jeito. Seria bom se eu não necessitasse tanto da tua presença ou se eu colocasse a cabeça no travesseiro e não virasse a noite pensando em como tudo poderia ter sido diferente. As paredes parecem se aproximar cada vez mais e me tomam o ar. Acho que estou ficando louca. Eu preciso me lembrar que antes de ter você existia vida. E porque não há de existir agora? Na verdade, eu desejaria não sentir mais nada. Nem por você, nem por mais ninguém. Pelo menos não agora. Eu tenho esse direito, não tenho? Ás vezes tudo o que a gente precisa é dar um tempo, curar as antigas feridas e acalmar o coração, mas as pessoas parecem não entender isto. Quando olhamos para o lado e vemos somente o vazio a vontade de preenchê-lo e de sentir aquela dor no peito de novo acaba falando mais alto. E vai ser sempre assim, não há de mudar. 

6 comentários:

amribeiror disse...

muito bom. O teu blog, o teu tumblr, o teu weheartit. Vou voltar :)

Very Best Hug, amribeiror

Jaci M. - Tay R. disse...

Nossa não tem como não comentar nesse texto. Me identifiquei muito com ele. Mesmo triste, ele é lindo . Beijos , continue assim =)

naty! disse...

Que lindoo!!! Adorei o texto!
Realmente seria muito bom se nós conseguimos esquecer aquilo que é inesquecivel!

Bjus,Naty!

Diario de uma Adolescente disse...

é por que não podemos pelo menos uma vez gosta só de nos e não de ninguém,penso igual a vc, no final sempre sofremos para esquecer aquela pessoa ,será q não tem como nos paramos de gostas de alguém e amar nos próprias,sem depender de ninguém para ser feliz.

Elania disse...

Amei *-*. Chorei, me emocionei. Lindo :)
Sem muito o que dizer.rs.
boa semana pra ti'

Naia Mello disse...

a dor é insuportável. Mas, é tão insuportável a ponte de descartar o sentimento errado. Agora só resta a dor.

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.