sábado, 12 de março de 2011

Dor e outros sofrimentos

Eu sei que é impossível. Impossível arrancar esse sentimento de mim. Tudo se tornou muito intenso, intenso demais pra suportar. É a tua inconstância que me causa dor. Eu finjo não notar, minto pra mim mesma, todos os dias. Mas quando  penso que estou curada, a dor me faz lembrar de tudo, outra vez. Esquecê-la não significa que ela deixou de existir. Eu queria que você sentisse as coisas da forma como eu sinto. Você entenderia. Lamentável, mas faz sentido. Somos como duas estradas completamente diferentes. Você não se importa com as pedras no caminho e eu perco tanto tempo me desviando delas que esqueço de olhar pra frente. Provavelmente eu sinta tudo com muita intensidade. Tudo que é intenso demais sempre causa uma dor maior. Acredite, eu mais que ninguém tenho certeza disto. Você sempre foi distante demais pra perceber. 

7 comentários:

Insensato Coração disse...

Lindo, lindo! Muito sofrido, mas é exatamente assim que mim sinto nesse momento.

Naia Mello disse...

Ele foi distante, mas tão distante porque você não mereceria alguém como ele. O alguém que causa muita dor é porque sinceramente não merece nem nosso sorriso. Continue sendo intensa, tem lá suas vantagens, mas tenha cuidado para quem essa intensidade vai entregar.

Andrezza Mariano disse...

Sinceramente, é extraordinário quando eu leio exatamente o que estou sentindo.
Amei a postagem. Mais uma vez, parabéns.

Andrezza Mariano disse...

É extraordinário quando eu leio exatamente o que estou sentindo. Amei a postagem.
Me identifiquei demais. Mais uma vez, Parabéns.

Raymara Milhomem disse...

Lindo.

naty! disse...

Adorei o texto...Tem selinho pra vc lá no meu blog!

Bjus,NAty!

Elania disse...

Mas tem um porém, tudo que é intenso é bom demais...apesar da dor que causa depois que acaba...
Muito lindo seu texto.
bj

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.