sexta-feira, 1 de abril de 2011

Frenesi

Acordar e perceber que apesar de sentir falta de algo, você está completa, não há mais nada a procurar e qualquer coisa que você pudesse encontrar poderia estragar tudo. Talvez seja o medo, ou algo pior. São apenas detalhes. Existem sentimentos que desaparecem da mesma forma como surgiram, muito rápido. Não há nada que possa mudar isto. A verdade é que nunca sabemos como lidar com tantos sentimentos. Eles simplesmente se confundem. Ou melhor, nós os confundimos. Muitas vezes enxergamos sentimento onde não tem. As dúvidas sempre nos atraem. O que ontem não parecia fazer o menor sentido, de repente se torna a coisa mais importante do mundo. Pura contradição. A gente pode ter um amontoado de sentimentos, mas sempre estamos à procura de algo maior e mais intenso, como se não bastasse. Aquela coisa de perceber as batidas do coração acelerando, tão intensamente que conseguimos sentir o sangue fluindo nas veias a cada minuto. É isto que fazemos, colecionamos sentimentos. E sentimos.

2 comentários:

Fernanda Zanol. disse...

Realmente, eu coleciono muitos sentimentos. Tantos, que às vezes até me perco no meio deles e nem sei mais o que tô sentindo. Mas o que importa é sentir. Tu disse tudo. ;)

beeijo!

Angélica Lenza disse...

Colecionar sentimentos.. meu melhor hobby.. pena que nem sempre os sentimentos colecionados me façam bem.. mas não teria a mesma graça se tudo fossem flores...

Parabéns.. lindo Blog... favoritado e seguido!
Abraços!

Postar um comentário

Comente, a sua opinião é importante pra mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.