quinta-feira, 26 de abril de 2012

Reflexos


Mas chega de velhos sentimentos. Chega de incertezas, porque tudo que é incerto traz inconstância. Não dá pra olhar pra trás sem sentir que uma parte de nós não existe mais. Se perdeu no meio de coisas insignificantes. Coisas que já não valem a pena. Essa dor, ela não vai te deixar tão cedo. Então aprenda a conviver com isso. Você vai acordar, dormir e perceber que ela não se foi. Existe algo de muito errado acontecendo. A gente nunca imagina que aquele primeiro abraço vai nos levar a um caminho sem volta. Nem sempre a imagem que vemos no espelho é real. Somente quem sente pode saber. Cheguei no meu limite. Me diz como posso esquecer, porque eu não sei.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

(...)

Mas chega de incertezas, porque tudo que é incerto traz inconstância.

sábado, 21 de abril de 2012

Sobre dias ruins

Você tenta fugir, mas não consegue. Tudo o que mais deseja é se sentir livre outra vez. E começa a pensar que é só mais um dia, isso vai passar, é só mais um dia ruim. Mas não passa nunca. É difícil aceitar o rumo que as coisas tomam, mas com o passar do tempo a gente percebe que tudo era nuito simples, nós é que acabamos complicando as coisas tentando ser que não somos realmente. E continuamos tentando, por muito tempo. Continuamos tentando, sem perceber. A gente nunca espera sofrer. A última coisa que esperamos é ver a pessoa que amamos nos magoar. Existem pessoas que não percebem o quanto são importantes.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.