quinta-feira, 31 de maio de 2012

(...)


quarta-feira, 30 de maio de 2012

(...)

Eu não faço a menor idéia de como esperar você me querer. Porque se eu esperar, talvez eu não te queira mais. (Tati Bernardi)

segunda-feira, 28 de maio de 2012

(...)

Eu vi você gritar quando ninguém pode ouvir. Você sempre sente vergonha que alguém possa ser tão importante que, sem ela, você se sentiria como nada. Ninguém nunca vai entender o quanto dói. Você se sente sem esperança, como se nada pudesse salvá-lo. Então, quando acaba, você quase deseja ter todas aquelas coisas ruins de volta, para que assim você possa ter as boas.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Então espero

Não estamos acostumados a ter que esquecer. Como se fosse possível esquecer aquilo que nos tira o sono todas as noites. Nem todo amor do mundo poderia aquecer meu coração agora. Quanto tempo a gente consegue aguentar? Quando nosso coração está vazio não existe espaço pra dor, mas agora é diferente. Ele se preencheu com outras coisas. Você se dá conta de que o seu maior desejo sempre foi preencher esse vazio, mas que talvez essa não tenha sido a melhor das escolhas. E se eu ainda espero por mudanças é porque ainda não aceitei o fim. Então espero.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

(...)

Como se fosse possível esquecer tudo aquilo que nos tira o sono todas as noites.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

De volta ao mesmo lugar


Eu tento não desistir, mas fica difícil manter minha mente em paz enquanto meu coração grita de dor. Os sentimentos mudam. As pessoas mudam. Tudo muda, todo o tempo. Não dá pra contrariar ou esquecer. Eu digo pra mim mesma: "Se livra dos laços, eles não te servem pra nada." Mas eles nunca se desmancham. Continuam firmes e fortes. Embora eu tente me convercer do contrário eu sempre acabo no mesmo lugar, esperando o mesmo das mesmas pessoas e sofrendo do mesmo jeito. A gente nunca tem controle sobre nada. Nunca teremos. Não sou dessas que consegue esconder o que sente, por mais que eu tente. Acho que eu deveria deixar de agir assim.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

(...)


Os sentimentos mudam. As pessoas mudam. Tudo muda, todo o tempo.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

I know it hurts

"Você tem muitas perguntas que merecem respostas, mas eu simplesmente não as tenho.   
Eu sei que dói. Desculpe."

(...)


Eu fiz tudo certo. Errei quando envolvi amor.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

(...)

Eu nunca fui daqueles que fazem sentido. (Lucas Silveira)

terça-feira, 8 de maio de 2012

(...)

Filme: 500 Days of Summer

domingo, 6 de maio de 2012

(...)

Eu passo quieta por você, você passa quieto por mim, e eu ainda escuto o barulho que a gente faz. 
(Tati Bernardi)

sábado, 5 de maio de 2012

Fragilidade

Às vezes sinto falta de algo que eu não consigo identificar. Isso me deixa angustiada, de verdade. É mais do que eu poderia suportar. No final das contas não achamos que nosso coração seja tão frágil até o momento que o vemos despedaçado no chão. Aí sim começamos a pensar diferente. Começamos a abrir os olhos pra coisas que antes não tinham importância. Eu já não sei o que pensar sobre tudo isso. Eu já senti muitas coisas, mas nada se compara a sensação de sentir meu coração preso a alguém. E no final percebemos que continuamos com os olhos fechados, involuntariamente, sem perceber. Olha o que acontece. Temos que aceitar a verdade, somos realmente frágeis, por mais que tentemos demonstrar o oposto. Continuo com os olhos fechados. Preciso acordar.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Sobre ser insensível


Não sei lidar com isso. Nunca fui boa em ser insensível, embora eu tenha tentado inúmeras vezes. Tenho andado confusa nos ultimos dias. Tenho esperado por mudanças que nunca vão acontecer. Eu não me canso de esperar. E mesmo enchendo meu coração de culpa não consigo deixar de te amar, nem por um segundo. Às vezes me pego esperando pelo que não vai chegar, inconscientemente. Esse sentimento não vai me deixar em paz, eu sei. Espero o momento certo para dar o primeiro passo e não sei o quanto isso pode demorar, embora isso não importe mais. Basta olhar em meus olhos pra perceber o quanto eu mudei. Às vezes não se trata apenas de saudade, pode ser algo mais.

(...)

As pessoas que nos fazem feliz, são aquelas que a gente menos espera. Então quando você achar alguém, tem que dar valor a isso.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.