quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

(...)


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Sobre amadurecer

Pra que todo esse rancor? Vai lá. Diz pra ele que ele não era o amor da sua vida. Que foi tudo um engano. Acontece. Nem sempre a gente sabe exatamente o que tá sentindo. Na maioria das vezes nunca é o que achamos ser. Ficamos tão acostumados com a presença de um alguém na nossa vida que acabamos confundindo. Às vezes basta um empurrãozinho da vida pra fazer a gente abrir os olhos pra verdade. Sentimentos não são coisas simples de se classificar. Existem sentimentos tão fortes que são difíceis de se esquecer, por mais que se queira.  Mas não significa que seja amor. Quando descobrimos que ninguém depende de ninguém pra ser feliz, amadurecemos. E como é bom amadurecer.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Quando não é amor

Talvez não fosse amor, afinal. A gente se apega tanto a algum tipo de sentimento disponível que acaba idealizando o que não existe. Talvez seja essa vontade de amar desesperadamente alguém. Nunca sabemos realmente o que espera por nós no final da estrada e nem sempre é tudo aquilo que a sonhamos. Não era amor, se fosse deixaria algo de bom. Talvez um dia a gente consiga aceitar isso. E quem sabe um dia a gente consiga se perdoar por tantos erros cometidos na esperança de fazer tudo dar certo. Um dia, talvez, mas agora não.

domingo, 17 de novembro de 2013

(...)

Não importa quantas vezes tenhamos que recomeçar, contanto que cada uma delas valha a pena.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Dois segundos

Eu queria acreditar no amor, mas tem algo dentro de mim que não me deixa. Essa sensação de que o fim é inevitável e que não há nada que se possa fazer. Não tô preparada pra aceitar tudo tão fácil. Aquela famosa frase "não existe ninguém insubstituível" deveria fazer a gente se sentir melhor. Eu só queria fingir que não tenho um coração, por dois segundos. 

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

(...)

Não é questão de gostar ou não. A questão é que você não está preparado para enfrentar o amor.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Eu vou ficar bem?

Eu vou ficar bem. Foi o que eu disse enquanto meu coração se desmanchava por dentro.  Será que um dia ele vai se reconstituir completamente? Tava na cara que eu não ia ficar bem. Nada tava bem. Seus olhos de felicidade enquanto tudo aquilo acontecia não me deixavam em paz. Malditos olhos. Malditas músicas. Malditos filmes. Malditos nomes duplos que eu passei a odiar. Incrível como um rompimento pode estragar tanta coisa boa e feliz que antes existia. Eu queria saber como arrancar do meu coração essas velhas lembranças que não me servem pra nada além de me fazer lembrar que não existe amor perfeito. Eu não queria ter descoberto isso agora. Não queria.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

(...)

Ninguém tem o direito de exigir o amor de ninguém. 

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Tudo que precisamos

A gente só precisa de alguém que nos faça sentir como nunca nos fizeram sentir antes. Que nos ajude a reconhecer que realmente somos felizes, sem ter que nos convencer disso a todo instante. Ter alguém do nosso lado que nos faça desejar o nosso melhor. Que leve em consideração como nos sentimos a cada dia, sem que tenhamos que lembrá-lo de que ele tem esse papel em nossa vida. Precisamos de amor verdadeiro. Desses que a gente não vê por aí. Desses sem prazo de validade. Que nos deixe dormir sorrindo sabendo que vamos acordar desta mesma forma. É disto que a gente precisa.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

(...)

Eu quero que você entenda que quando me afasto é quando preciso que você se aproxime.

domingo, 11 de agosto de 2013

(...)

Sobreviver sem amor é um desafio.

sábado, 10 de agosto de 2013

Sobre ser inocente

Não dá pra saber como segurar esse medo de sentir tudo outra vez. Tem algo por trás de cada palavra que nos deixa sem saber como seguir em frente. Pensar em tudo traz tanta insegurança. A gente dorme e acorda desejando que nosso coração esqueça. Ainda é cedo pra desistir? É tão difícil se desligar de uma coisa que já faz parte de nós. Ninguém nos avisa o quanto é difícil amar alguém. Somos inocentes.

terça-feira, 30 de julho de 2013

(...)

Não sei como lidar com esse medo de sentir tudo outra vez.

domingo, 14 de julho de 2013

Amores solitários

Cada vez que nosso coração se despedaça é mais um dia pensando no quanto as coisas deveriam ser diferentes. Odiamos essa sensação de criar expectativas em vão. Nem todo mundo consegue entender o quanto é importante se sentir seguro e como isso é difícil de se manter. O amor é algo inconstante. Sempre será. Isso não é nenhuma novidade.  A verdade é que existem pessoas que já chegam pensando em partir. E os dias de solidão existem pra nos lembrar o quanto somos dependentes do amor.

                                                                                        "Lembra-te que laços não são algemas."
Silveira, Lucas.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Sobre ser vulnerável

Não sei mais. Tudo parece errado quando perde o sentido. E você sabe que tá perdido quando se controla pra não soltar aquele "eu te amo" a cada meia hora.  Apenas não entendo como uma pessoa pode ser classificada como a melhor e a pior coisa das nossas vidas. E, apesar de tudo, como é bom encontrar alguém que sabe amar de verdade. É, somos vulneráveis ao amor.

terça-feira, 11 de junho de 2013

(...)


Quanta coisa a gente deixa de viver por tomar as decisões erradas.

sábado, 8 de junho de 2013

(...)


"Ela também estava perdida e por isso se agarrava a mim também
E eu me agarrava a ela, porque eu não tinha mais ninguém"
(Ainda é cedo - Legião Urbana)

Do filme "Somos tão jovens"

terça-feira, 4 de junho de 2013

Sobre sorrisos

É incrível a forma como você sempre consegue arrancar um sorriso de mim. E, pra falar a verdade tem sido angustiante tentar não demonstrar tudo o que eu sinto. Ao longe ouço meus pensamentos escondidos. Por um segundo me pergunto se estou mesmo ali, vivendo aquilo tudo. Então abro os olhos e me vejo do seu lado, sentindo cada milímetro da sua pele. Percebo que é mesmo verdade. Colocar meus olhos em você me faz sentir segura. São os sentimentos que não nos deixam desistir apesar de toda dor que isso possa nos trazer. Como são belos os sentimentos que nos fazem voltar a acreditar. Não me enxergo mais sem você. 

quarta-feira, 22 de maio de 2013

(...)

Só lembro que tocava Paul McCartney, que fazia frio, e que eu dizia coisas que eu nunca imaginava que fosse capaz de dizer. Coisas que sempre bradei para as paredes, mas que agora encontraram destinatário. Esse sentimento não cabe em mim.

Lucas Silveira.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Sobre o vazio

Ele voltou. O vazio. Foi o que sobrou afinal. É que eu sempre acabo no mesmo lugar, pensando nas mesmas coisas de sempre. É complicado não saber como esconder o que se sente. Isso transborda pelos nossos olhos sem que a gente perceba ou possa impedir. Nem sempre tudo que a gente pensa que é certo pode nos fazer bem. Com o tempo aprendemos.

terça-feira, 30 de abril de 2013

(...)

Era saudade misturada com arrependimento.

domingo, 7 de abril de 2013

Pequenos tesouros

Promessas que não foram cumpridas. Palavras que nunca foram ditas. Sentimentos nunca revelados. Um vazio que nunca será preenchido. Medo do escuro. Medo de acordar sozinho, mais uma vez. Sentimentos são como pequenos tesouros que a gente guarda a sete chaves. Às vezes a gente se sente como uma gota de chuva tão frágil esperando o momento de cair no chão e se desmanchar. E gente só espera ter toda a força do mundo pra voltar a acreditar.

"Se a gente entendesse que há um ciclo no amor
Começa pela cura, mas termina com a dor
A nossa cama pra sempre estaria vazia." 

(Silveira, Lucas)

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Sobre padrões


A gente sente. Sente tanto que um dia não consegue mais distinguir cada sentimento que entra no nosso coração. O que é essa estrada tão longa e distante que quase não se consegue enxergar onde termina? Quantas manhãs a gente precisa esperar pra saber que o sol ainda vai nascer? Por que a gente não pode simplesmente ter certeza sobre as coisas? Por que é tão difícil? Se a gente soubesse que um dia tudo chega ao fim, não deixaria escapar nem um segundo sequer. Se a gente soubesse que aquele beijo seria o último faríamos diferente. Essas correntes que nos unem são como nós, difíceis de desatar. Às vezes tenho a impressão de que não vale à pena seguir padrões. Eu só espero que ele saiba o quanto eu o amo, sem que eu tenha que convencê-lo disso a todo instante. E, afinal,  quem liga pra padrões?

domingo, 31 de março de 2013

(...)

No que eu me transformei? Apenas em um amontoado de lembranças, as quais nunca vivi.

terça-feira, 19 de março de 2013

(...)

Gente que sabe amar é a coisa mais linda do mundo.

quarta-feira, 13 de março de 2013

(...)

Chega de velhos sentimentos, porque coisas novas estão por vir.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Sobre o fim


Eu deveria te deixar partir sereno como sempre foi. Esquecer tudo que se passou e viver outra história. Porque é tão difícil aceitar? O plano era a gente ficar junto, lembra? Como pôde ter sido tão fácil pra você? Todos aquele textos melancólicos sobre o amor agora fazem todo o sentido. Percebe? O tempo não parece passar. Eu só revivo aquele momento triste de novo e de novo na minha mente. Como eu queria conseguir apagar todo o passado da memória. Voltar naquele dia em que eu hesitei e tomar uma decisão diferente. Perceba como eu tive razão. Eu amaldiçoo todas as músicas, filmes e coisas que me impedem de esquecer. 

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

(...)

O mundo é muito mais do que a gente costuma enxergar, só precisamos perceber isso.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

(...)

É só mais uma ferida, como tantas outras. Jamais espere que essa seja a última. O tal do amor não é nem nunca foi fácil de se lidar. Acredito nisso hoje mais do que nunca. Não dá pra entender porque a gente se entrega tanto a uma coisa que no final acaba não significando nada. Que acaba tão facilmente. E se acaba dessa forma não dá pra acreditar que era verdadeiro. 

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

(...)

A gente não deveria sofrer tanto por dores tão pequenas.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

We are infinite

We are infinite. 

 Do filme "As vantagens de ser invisível".

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

(...)

Os melhores momentos da nossa vida são aqueles em que a gente é feliz e não precisa de convencer disso.

sábado, 5 de janeiro de 2013

O peso do mundo


A gente se perde no meio de tanta coisa que esquece do que realmente é importante. Não vale a pena. Existem coisas e situações que a gente conhece tão bem que já sabemos o desfecho. Existem pessoas que apesar de saberem tão pouco sobre a gente são capazes de tirar o que quiserem de nós. Talvez seja o amor, talvez seja esse sentimento que nos faz entrar em apnéia sem perceber. Não existe coisa melhor do que se entregar e perder o ar de forma tão triste e feliz. Acabamos percebendo que o amor tem grandes contradições. Então, que o nosso coração só guarde as partes felizes. Quando a gente se dispõe a entender os sentimentos as coisas sempre ficam mais claras. E no fim do dia sempre teremos nosso travesseiro, onde descarregamos todo o peso que o nosso coração pôde carregar.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

(...)

Me perco dentro desse emaranhado de sentimentos, incertezas e inconstâncias.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.