sábado, 14 de maio de 2016

Experiências


Às vezes me pego pensando, solenemente, no quanto sou feita de expectativas muitas vezes não alcançadas, de sentimentos não sentidos e de palavras não ditas. Quando somos jovens não sabemos ao certo como filtrar cada sentimento. Uma das vantagens de se passar por fases ruins na vida é a experiência adquirida com o tempo. E ela chega sem pedir licença. É tua. Aceite-a. Use-a de bom coração. Hoje em dia meço milimetricamente cada pontinha de sentimento que surge dentro de mim. Aparentemente parece fácil censurar meus próprios sentimentos, mas na verdade não é. Me parece que depois de tanto apanhar a gente aprende a bater também. É a lei da vida.

Como diria Lucas Silveira:
"Você diz que não precisa de ninguém pra ser feliz. Você diz que cansou de acreditar, e de se decepcionar. Você diz, inclusive, que procurar é pros românticos bestas, pros ingênuos e pros alienados. Você se esquece que te foram dados dois braços justamente para que você tenha como carregar o escudo e a espada. Então o que é que você faz com dois escudos? E por quê essa armadura envolve teu corpo, e esse muro envolve tua casa?"  

domingo, 20 de março de 2016

Evoluir

Lá vem ele mais uma vez. O amor. Se aproxima com aquele sorriso irônico de canto de boca. Com um olhar de quem tem tudo e todos nas mãos. Dediquei alguns minutos tentando entender o sentido de passar parte da vida esperando por alguém que não sei se vai chegar ou quanto tempo vai ficar. Concluí que a minha realidade já não me servia em nada. Enfim, o tempo fez o seu grande e tão esperado papel. Esperei tanto tempo pelo outono que nem senti o verão passar. Nunca é tarde pra começar a sentir outra vez.  Às vezes não sentir nada também cansa. Acho que estou progredindo.

domingo, 24 de janeiro de 2016

As terças podem se inverter

"Não pense que te culpo se só penso em ti
Faça o que quiser agora, mas não me deixe de fora dos planos
Não diga que é certa só porque errei se erras tanto quanto eu
Tentando acertar, tentando consertar teus enganos."

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

O caminhar

Caminho em passos curtos na esperança de um lugar melhor. Saber a verdade dolorosa das coisas me tira o sono e me deixa frustrada quando percebo que não há o que fazer. Senti tanta vontade de receber um abraço sincero hoje, daquele que conforta e tira todo o peso que carrego nas costas. Não aquele abraço que sempre espera algo em troca. Caminho em passos leves, pois sei que no fim do caminho encontrarei o que tanto procuro. Caminho sem bagagem, pois o peso do mundo já não cabe mais em mim.

Licença Creative Commons
A obra Sinta o Amor foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Proibição de Obras Derivadas 3.0 Brasil.